Criando Sistemas Manuteníveis

Levou algum tempo, mas as empresas finalmente perceberam que, para um projeto ter sucesso, o foco tem de ser colocado no longo prazo. Ou seja, o importante no desenvolvimento do software não é na velocidade que se entrega e sim na qualidade estrutural da solução. Manutenibilidade é a questão principal de tudo, e para que... Continue lendo →

Anúncios

Criando Sistemas Manuteníveis # 7

6 – Acople os componentes da arquitetura de forma fraca Primeiro, desenhe um diagrama com todos os componentes do sistema e conecte-os para representar suas dependências. Com isso tipo de diagrama, podemos olhar para os componentes que acumulam muitas dependências recebidas. Veja quais são os componentes que possuem maior dependência ou dependências múltiplas. Se existir,... Continue lendo →

Criando Sistemas Manuteníveis # 6

Orientações Arquiteturais São as práticas aplicadas em nível arquitetural da solução, em módulos, componentes e frameworks. 5 – Separe as preocupações em módulos Separe as responsabilidades entre as classes adequadamente seguindo o princípio básico da “responsabilidade única”, uma vez que afetara diretamente a coesão e acoplamento dos módulos da solução. Algumas heurísticas que podem ajudar:... Continue lendo →

Criando Sistemas Manuteníveis # 5

Mantenha as interfaces das unidades simples A maneira de manter as interfaces simples é detectar blocos de dados aglomerados, mantendo-as assinaturas método a um máximo de quatro parâmetros. A maneira de aplicar esta orientação é através do agrupamento de parâmetros em novas nova classe usadas como parâmetros, ao invés de passar como parâmetros individuais. Gostaria de... Continue lendo →

Criando Sistemas Manuteníveis # 4

Escreva um código somente uma vez Escreva um pedaço de código somente uma única vez, fazendo com que todas as outras partes que precise usar, reuse aquele código. Nunca copie e cole ou duplique um pedaço de código em outro lugar, mesmo que contenha alguma mínima variação. Caso aconteça situações de variações, faça alguma coisa... Continue lendo →

Criando Sistemas Manuteníveis # 3

2 – Escreva unidades de código simples Quanto mais caminhos alternativos a execução de um método tem, mais difícil será para raciocinar sobre eles. E quando um código é difícil de entender, mal-entendidos ocorrem e mal-entendidos leva a erros, erros levam a bugs. Por isso, não escreva métodos que contenham variações de execuções em caminhos... Continue lendo →

Criando Sistemas Manuteníveis # 2

Orientações de Unidade São práticas aplicadas em nível unitário, de baixo nível, em classes e métodos. 1 - Escreva unidades de código pequenas A primeira diretriz indica que os métodos de uma classe devem ser curtos, normalmente não mais de 15 linhas de código. Isto não só melhora a legibilidade, menor número de linhas de... Continue lendo →

Criando Sistemas Manuteníveis # 1

Levou algum tempo, mas as empresas finalmente perceberam que, para um projeto ter sucesso, o foco tem de ser colocado no longo prazo. Ou seja, o importante no desenvolvimento do software não é na velocidade que se entrega e sim na qualidade estrutural da solução. Manutenibilidade é a questão principal de tudo, e para que... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑