Padrões de Integração – Fechamento de Messaging Systems

Os 6 últimos padrões postados fornecem o vocabulário básico e a compreensão de como conseguir a integração corporativa usando o Messaging. Eles forneceram uma visão geral ampla do sistema de mensagens, apresentando os principais tópicos de mensagens.

Segue abaixo um resumo geral dos princípios dos 6 últimos post:

Canais – Aplicativos de mensagens transmitem dados por meio de um Canal de Mensagens, um canal virtual que conecta um remetente a um receptor. Um sistema de mensagens recém-instalado não contém canais; você deve determinar como seus aplicativos precisam se comunicar e, em seguida, criar os canais para facilitá-lo.

Mensagens – Uma Mensagem é um pacote atômico de dados que podem ser transmitidos em um canal. Assim, para transmitir dados, um aplicativo deve dividir os dados em um ou mais pacotes, encapsular cada pacote como uma mensagem e enviar a mensagem em um canal. Da mesma forma, um aplicativo receptor recebe uma mensagem e deve extrair os dados da mensagem para processá-la. O sistema de mensagens tentará repetidamente entregar a mensagem (por exemplo, transmiti-la do remetente para o receptor) até que seja bem-sucedida.

Entrega em várias etapas: no caso mais simples, o sistema de mensagens entrega uma mensagem diretamente do computador do remetente para o computador do destinatário. No entanto, as ações geralmente precisam ser executadas na mensagem depois que ela é enviada pelo remetente original, mas antes de ser recebida pelo destinatário final. Por exemplo, a mensagem pode ter que ser validada ou transformada porque o destinatário espera um formato de mensagem diferente do remetente. Uma arquitetura de Pipes e Filtros descreve como várias etapas de processamento podem ser encadeadas usando canais.

Roteamento – Em uma grande empresa com vários aplicativos e canais para conectá-los, uma mensagem pode ter que passar por vários canais para alcançar seu destino final. A rota que uma mensagem deve seguir pode ser tão complexa que o remetente original não sabe qual canal receberá a mensagem para o destinatário final. Em vez disso, o remetente original envia a mensagem para um Message Router, um componente de aplicação e filtro na arquitetura pipes-and-filters, que determinará como navegar na topologia do canal e direcionar a mensagem para o receptor final, ou pelo menos para o próximo roteador.

Transformação – Várias aplicações podem não concordar com o formato para os mesmos dados conceituais; o remetente formata a mensagem de uma maneira, mas o destinatário espera que ela seja formatada de outra maneira. Para reconciliar isso, a mensagem deve passar por um filtro intermediário, um Message Translator, que converte a mensagem de um formato para outro.

Endpoints – Um aplicativo não possui algum recurso integrado para interface com um sistema de mensagens. Em vez disso, ele deve conter uma camada de código que saiba como o aplicativo funciona e como funciona o sistema de mensagens, conectando os dois para que funcionem juntos. Esse código de ponte é um conjunto de pontos de extremidade de mensagem coordenados que permitem que o aplicativo envie e receba mensagens.

Para todas as informações desta série, veja esse artigo. Para acessar o resumo de todos os padrões, veja esse link.

“E Jesus disse aos discípulos: — Se alguém quer ser meu seguidor, esqueça os seus próprios interesses, esteja pronto para morrer como eu vou morrer e me acompanhe.” Mateus 16:24

Anúncios