Síndrome de desenvolvimento de software conhecida como “My Precious”

3d1136014389772c2da070e1e18cfe9a2db71913834f3c799ba76747460ea183Para quem assistiu aos filmes do “Senhor dos Anéis”, se lembra muito bem do personagem “Sméagol” chamando o anel de “meu precioso”, passando a maior parte da vida lutando pela exclusividade com ele.

E é assim que muitas equipes de desenvolvimento de software se comportam na hora de criar um sistema. Cada integrante assume um pedaço da solução, se tornando “dono” daquilo e assim, impedimento outros membros da equipe de conhecer e dar manutenção naquele determinado pedaço. O pior de tudo não é só a síndrome da posse, é que os outros membros também assimilam a síndrome do “não fui eu que fiz, nem sei o que é, não posso e nem vou mexer…” e assim, a corporação ou cliente dependente da solução fica na mão, totalmente dependente e refém dessa situação.

Agora me responde: O que acontece quando aparece um bug urgente e o desenvolvedor “dono” não está lá? Está em férias? Esta de licença? Ou o caso pior, abandou a empresa para ganhar mais numa outra? E aí?? Quem assume a bomba??
Você já passou por essa situação? Você já foi obrigado a assumir um item feito por outra pessoa que saiu da empresa levando todo o conhecimento daquilo? Como estava o código? Bom? Organizado e limpo? kkkkkkk………

Você acha isso é uma situação normal e corriqueira no desenvolvimento de software profissional? Me desculpe os amadores ai, mas não é não. Essa situação é péssima  e gera diversos problemas de gestão: espera, gargalho, atraso, desperdício, defeito e ilhas de conhecimentos humanos.

Desenvolvimento de software realmente profissional usam duas técnica de gestão colaborativas chamadas de Código Coletivo e Código Padronizado. Assim, não existe dono de nada, todos da equipe devem programar no mesmo idioma, saber de todas as partes, são donos de tudo e assumem a mesma responsabilidade por dar manutenção em qualquer pedaço de código, em qualquer momento, sem a permissão de ninguém.

Você gostaria de estudar e aprender a como desenvolver um software assim? Venha fazer nosso curso de eXtreme Programming e descubra por si mesmo.

“Pois ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado.” Colossenses 1:13