Atenção: Não copie código de revistas ou livros

Dont-do-itHoje gostaria de falar um assunto meio chato, mas que se faz necessário. Aqui no Brasil temos várias revistas e livros acerca de Java circulando por aí. Eu mesmo assino quase todas e compro muitos livros. Neles temos os autores ensinando algum recurso de Java, situação com alguma API, abordando operações etc e tal. Muito legal, muito positivo e válido para estudo. O leitor pode de maneira rápida e sucinta se atualizar das novidades e recursos.

Ai quem vem o problema, algumas empresas e alguns desenvolvedores tem copiados o que tem lido nestes materiais e colocado em soluções reais em produção. E ai que azeda o pé do frango….

Estes materiais são focados para ensinar uma API, um recurso ou demonstrar uma situação de uso. O código escrito ali está cheio de dry, domínio anêmico e recheados de maus cheiros como classe de dados, grupo de dados, obsessão primitiva, alteração divergente e cirurgia com rifle, mal uso de idiomas como por exemplo uso de String como tipagem, totalmente fora de qualquer padrão profissional aceitável de ponto de vista arquitetural.

Aqueles artigos assim “Criando uma aplicação web com API A, B e C do Java” são os mais clássicos a serem copiados, embutindo ocultamente uma “suposta arquitetura” a ser seguida equivocadamente por estes leitores.

Nestes materiais, os autores deixam aspectos de qualidade ausentes por justamente estar fora do escopo do material, e em alguns casos, acredito eu por até mesmo não ter esse “know-how”, induzindo o seu leitor a esse padrão de comportamento.

Por favor pessoal não façam isso! Revistas e livros são usados para aprender e não para copiar. Continue comprando, estudando e aprendendo, mas não replique nos seus projetos.

“O ímpio se enlaça na transgressão dos lábios, mas o justo sairá da angústia”. Provérbios 12:13