Projetos Pessoais com o Scrum

Postado em Atualizado em

ler“Sabe aquele projeto pessoal que temos, mas que nunca conseguimos levar adiante? Nesta série de posts escreverei sobre eles e sobre como o Scrum me ajudou a realizar o meu próprio projeto. Se você também tem um projeto assim, que sempre desejou fazer, mas que nunca encontra tempo, ou sempre surgem obstáculos e você acaba adiando esse projeto sempre, essa série de post é perfeita para você.

O scrum é uma metodologia ágil que nos ajuda a focar no que realmente deve ser feito, sempre priorizando o que é mais importante. Desta forma, conseguimos concentrar nosso trabalho no que realmente vai ser útil.

Neste primeiro post irei abordar a quebra desse projeto pessoal em ciclos, com o uso do conceito de Sprints. Esse conceito é muito importante no scrum e está relacionado a diversos outros, mas esses serão mais bem trabalhados nos posts seguintes. Para facilitar o entendimento de como o scrum funciona e como ele pode ser aplicado, ao longo de toda a série pretendo usar uma experiência vivida por mim. Vamos lá!

O Projeto

Há uns dois anos atrás vi uma reportagem que comparava hábitos de leitura dos brasileiros e  americanos, e mencionava que em média, nós brasileiros, líamos cerca de 4,7 livros por ano, enquanto nos EUA a média de leitura anual era de 10 livros. Na época, eu com certeza estava abaixo da média brasileira. Embora já tivesse tentado por diversas vezes dedicar um tempo maior a leitura, inclusive tendo comprado diversos livros, ainda não conseguia fazer da leitura um hábito e lia muito pouco. Ao ver essa notícia resolvi que iria mudar esse cenário.

Estava decidido a ler mais, mas sabia que isso seria difícil. Das outras vezes que tentei mudar isso apenas consegui me dedicar por um período curto, tendo logo em seguida deixaria esse objetivo de lado. Ao pensar isso surgiu a primeira preocupação:

Como me manter motivado?

Nesse momento pensei no scrum e percebi que as técnicas usadas lá poderiam me ajudar muito.

Definindo uma meta mensurável

A primeira coisa que fiz foi me comprometer com uma meta.

Escolhi uma meta que seria desafiadora, mas ao mesmo tempo factível. Decidi que naquele ano leria 12 livros.

Usando Sprints

Ao ter essa meta definida percebi que a próxima coisa a ser feita era quebrar meu projeto em ciclos de trabalho. Nas metodologias ágeis, um projeto de anos é quebrado em ciclos que tem normalmente de 2 a 4 semanas. Estes ciclos são chamados de Sprints.

Minha dedicação a esse projeto seria basicamente nos fins de semana e por isso achei melhor usar Sprints de 4 semanas. Ao definir esse tamanho teria um bom volume de trabalho por Sprint e ao mesmo tempo teria 13 ciclos de trabalho ao longo do projeto. Com isso, caso conseguisse manter uma média de um livro por ciclo, ainda teria um ciclo sobrando para qualquer eventualidade.

Sprint

Mantendo-se Motivado

O uso de Sprints implica em definir resultados/objetivos de curto prazo que contribuam para atingir o objetivo final do projeto. Ao final de cada Sprint estes resultados, bem como o andamento da Sprint, devem ser avaliados e em seguida deve-se planejar a próxima Sprint. As avaliações dos resultados, do andamento e o planejamento são realizados em reuniões, chamadas respectivamente de revisão, retrospectiva e planejamento, sendo que normalmente o planejamento é dividido em duas etapas. Nesse post não entrarei em detalhes sobre essas reuniões, pois farei isso no próximo post dessa série. Porém, gostaria de destacar que embora estivesse em uma Eu-equipe (equipe de 1) vi que esses momentos eram importantes, pois seriam essenciais para eu conseguir aprender com o processo e não perder o foco e a motivação.

Com base nesses objetivos de curto prazo, não deixaria para avaliar se estava perto de alcançar minha meta apenas no final do ano. A cada 4 semanas avaliava como estava me saindo: quantos capítulos tinha lido, se estava tendo um bom ritmo de leitura, se o horário que tinha separado para leitura era adequado, enfim, assim como no scrum, avaliava quais as dificuldades encontradas, o que poderia ser melhorado ou alterado para não prejudicar outros pontos da minha vida, como por exemplo, meus períodos de lazer, atividades físicas e períodos de descanso.

Usando as Sprints, a cada 4 semana via que poderia atingir minha meta e que iria fazer isso de maneira natural, sem precisar ficar enfurnado em casa, ou deixando de lado minhas outras atividades. Isso foi fundamental para me manter motivado. A cada fim de Sprint era muito gratificante ter a sensação de dever cumprido, o que com certeza é um fator motivador em todo tipo de projeto. Além disso, ao acabar um ciclo e começar um novo sentia minhas energias renovadas e certamente esse foi um dos fatores mais importantes que me levaram a conseguir cumprir meu objetivo.

Neste momento gostaria de deixar a seguinte mensagem:

Sempre que tiver um novo projeto ou desafio pela frente, pense em como ele pode ser quebrado em metas de curto prazo. Feito isso, decida qual a próxima meta a ser alcançada Assim, você conseguirá estar sempre motivado, pois a cada passo verá que está na direção certa e que vai atingir seu objetivo.

E você? Quais são seus projetos e desafios pessoais?” Veja a fonte.

“Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida.” Tiago 1:5

Anúncios