Nível de Qualidade – Equipe Java

Postado em

Em uma das empresas que eu trabalho como consultor, eu acabei construindo uma classificação que define a qualidade da programação produzida por uma equipe de desenvolvimento Java. Esse plano foi utilizado para conscientizar qual era a real situação da qualidade do código produzido pela corporação e principalmente para traçar um plano de evolução para cada programador da equipe. Hoje eu gostaria de publicar o plano com objetivo de receber sugestões sobre o assunto. Segue abaixo:

Nível 1

É classificada como “nível 1” uma equipe de desenvolvimento que consegue codificar suas soluções Java compatível com as seguintes práticas:

  1. Java Code Convention – o código da solução é escrito seguindo o padrão mundial de organização e nomeação dos elementos de programação.
  2. Java Doc – o design da solução é 100% documentada ao mesmo tempo em que é desenvolvida.

Nível 2

É classificada como “nível 2” uma equipe de desenvolvimento que consegue codificar suas soluções Java seguindo as práticas descritas no “nível 1”, acrescidas simultaneamente das novas seguintes práticas:

  1. Princípios OOP – o código da solução contempla o uso de princípios básicos e elementares da programação orientado a objetos.
  2. Padrões de Projeto – o código da solução contempla o uso correto de padrões de projeto.

Nível 3

É classificada como “nível 3” uma equipe de desenvolvimento que consegue codificar suas soluções Java seguindo as práticas descritas no “nível 1 e 2”, acrescidas simultaneamente das novas seguintes práticas:

  1. Java Efetivo – o código da solução contempla o uso correto dos idiomas de programação Java descrito pelo Joshua Bloch em seu livro Java Effective.

Nível 4

É classificada como “nível 4” uma equipe de desenvolvimento que consegue codificar suas soluções Java seguindo as práticas descritas no “nível 1, 2 e 3”, acrescidas simultaneamente das novas seguintes práticas:

  1. Certificação de Programador Java Oficial – o código da solução contempla o uso adequado dos recursos básicos de programação e API JSE resultantes do conhecimento adquirido pela certificação oficial de programador Java.

Nível O 

É classificada como “nível O” uma equipe de desenvolvimento que codifica suas soluções Java sem nenhuma das praticas e diretrizes citadas nos outros níveis.

Dicas

Gestores responsáveis pelas equipes podem utilizar estes níveis de qualidade para propor uma plano de evolução individual a cada membro programador. Vale lembrar que o níveis podem ser cronologicamente ou randomicamente evoluídos, tudo dependendo do perfil individual de cada um, experiência com a linguagem/plataforma, disposição para aprender e força de vontade. O post fica aberto para comentários e sugestões sobre o assunto.

Disse Jesus: “Nem ele nem seus pais pecaram, mas isto aconteceu para que a obra de Deus se manifestasse na vida dele”. João 9:3

4 comentários em “Nível de Qualidade – Equipe Java

    Rodrigo Martins disse:
    01/10/2012 às 10:18

    Não concordo com o Nível 4. Não faz diferença se um desenvolvedor é certificado ou não para exercer bem seu trabalho. O Nível 3 deveria ser parte do item 1 do Nível 1, caso contrário, o Nível 2 é mais difícil de alcançar. Mesmo assim, achei interessante uma classificação do nível do código produzido.

    Uma vez escrevi um artigo sobre Qualidade de Código (http://atitudereflexiva.wordpress.com/2009/08/15/qualidade-de-codigo/). Não foquei em classificação, mas está bem alinhado com o que você propôs. Escrevi também sobre como medir a qualidade do código através de métricas.

    Fernando Franzini respondido:
    01/10/2012 às 10:23

    Ola Rodrigo
    Obrigado pela opinião! Eu pensei o mesmo que vc na elaboração do artigo, mas na prática desses 13 anos liderando equipes…eu percebo que existe uma leve diferença no pessoal certificado. Eles normalmente não cometem algumas conhecidas “gafes” como por exemplo…implementar na unha a verificação da existência de uma= elemento em um ArrayList ou invés de usar uma Set que já tem tal operação…e por ai vai. Vc não deixa de ter razão, caso o desenvolver não certificado tem uma boa base de API.

    Rodrigo Martins disse:
    01/10/2012 às 12:04

    Concordo. Uma pessoa mais experiente vai olhar a API ou procurar uma ferramenta antes de codificar.

    Beatriz disse:
    01/10/2012 às 14:27

    Ótimo post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s