Java Frameworks – Persistência Relacional

databases

Segue opções de frameworks para persistência:

Provedores de JPA

Para todas as informações, veja o post inicial.

“Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes.” 1 Timóteo 6:7-8

Atenção: Não copie código de revistas ou livros

Dont-do-itHoje gostaria de falar um assunto meio chato, mas que se faz necessário. Aqui no Brasil temos várias revistas e livros acerca de Java circulando por aí. Eu mesmo assino quase todas e compro muitos livros. Neles temos os autores ensinando algum recurso de Java, situação com alguma API, abordando operações etc e tal. Muito legal, muito positivo e válido para estudo. O leitor pode de maneira rápida e sucinta se atualizar das novidades e recursos.

Ai quem vem o problema, algumas empresas e alguns desenvolvedores tem copiados o que tem lido nestes materiais e colocado em soluções reais em produção. E ai que azeda o pé do frango….

Estes materiais são focados para ensinar uma API, um recurso ou demonstrar uma situação de uso. O código escrito ali está cheio de dry, domínio anêmico e recheados de maus cheiros como classe de dados, grupo de dados, obsessão primitiva, alteração divergente e cirurgia com rifle, mal uso de idiomas como por exemplo uso de String como tipagem, totalmente fora de qualquer padrão profissional aceitável de ponto de vista arquitetural.

Aqueles artigos assim “Criando uma aplicação web com API A, B e C do Java” são os mais clássicos a serem copiados, embutindo ocultamente uma “suposta arquitetura” a ser seguida equivocadamente por estes leitores.

Nestes materiais, os autores deixam aspectos de qualidade ausentes por justamente estar fora do escopo do material, e em alguns casos, acredito eu por até mesmo não ter esse “know-how”, induzindo o seu leitor a esse padrão de comportamento.

Por favor pessoal não façam isso! Revistas e livros são usados para aprender e não para copiar. Continue comprando, estudando e aprendendo, mas não replique nos seus projetos.

“O ímpio se enlaça na transgressão dos lábios, mas o justo sairá da angústia”. Provérbios 12:13

GRV M1 – Desenvolvedor Groovy

2000px-Groovy-logo.svg

Nos anos 90, acreditou-se que tipagem forte e a compilação estática seriam as melhores garantias de qualidade final de uma solução. Décadas se passaram, a onda da engenharia ágil mudou totalmente essas verdades. E assim, as linguagens dinâmicas e funcionais emergiram com toda a sua força e flexibilidade, criando uma nova época, uma nova era, a era do desenvolvimento dinâmico e funcional. E ela em breve governara todas as plataformas de desenvolvimento.

Objetivos

Objetivo deste curso é oferecer aos participantes conhecimentos fundamentais referentes a linguagem de programação dinâmica e funcional mais utilizada da plataforma Java, o Groovy. O curso aborda as motivações de se adotar essa linguagem, a montagem do ambiente de desenvolvimento, fundamentos e conceitos da programação dinâmica, funcional e vários recursos básicos dessa poderosa linguagem.

Pré-requisitos

Duração: 12 hs Valor R$  220,00

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Introdução ao Groovy

  • História da JSR 292 “Da Vinci Machine”.
  • O que é Groovy?
  • Para que serve Groovy?
  • Por que um desenvolvedor Java deveria usar Groovy?

História do Groovy

  • Conceitualização.
  • Por que usar Groovy e não outras opções?
  • Montagem do ambiente de desenvolvimento.
  • Exercícios.

Recursos de Linguagem Groovy

  • Groovy Bean – Pogos
  • Exercícios
  • Constructor Names Arguments
  • Exercícios
  • Direct Field Access Operator
  • Exercícios
  • As Operator
  • Exercícios
  • Optional Parameters
  • Exercícios
  • Subscript Operator
  • Exercícios
  • Array Optional Parameters
  • Exercícios
  • Safe Navegator Operator
  • Exercícios
  • Spread Operator
  • Exercícios
  • Checked Exceptions
  • Exercícios
  • Boolean Avaluation
  • Exercícios
  • Operator Overloading
  • Exercícios

Programação Dinâmica

  • O que é?
  • Para que serve?
  • ATS Transformations
  • Exercícios
  • def Operator
  • Exercícios
  • Closures
  • Exercícios
  • Metaprogramming
  • Exercícios
  • Mudança de paradigma: Programação Funcional “Duck typing”.

GDK

  • O que é?
  • Para que serve?
  • Exercícios com vários exemplos: BigDecimal, Date, String, I/O, Threads, JDBC e Collections.

GDK Builders – DSL

  • O que é?
  • Para que serve?
  • Exercícios com vários exemplos: Swing e HTML.

Groovy Script

  • O que é?
  • Para que serve?
  • Executando groovy script.
  • Exercícios.
  • Executando groovy script em Java.
  • Exercícios.
  • Pattern Fluid Logic.
  • Exercícios.

Groovy Type Checked

  • O que é?
  • Para que serve?
  • Como usar?

Referencias Bibliográficas

  • Indicação de livros.

Os interessados em participar deste curso pode nos enviar sua solicitação detalhada de interesse através desse cadastro e ou apenas a seguir a nossa página do facebook : https://www.facebook.com/forjtreinamentos .

Patente de Software é Intelectual

a.aaa-Crazy-crazy-Dog“Criado em 1970, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) assume atualmente uma missão mais sofisticada e complexa.  Vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), esta autarquia federal é responsável pelo aperfeiçoamento, disseminação e gestão do sistema brasileiro de concessão e garantia de direitos de propriedade intelectual para a indústria. Entre os serviços do INPI, estão os registros de marcas, desenhos industriais, indicações geográficas, programas de computador e topografias de circuitos, as concessões de patentes e as averbações de contratos de franquia e das distintas modalidades de transferência de tecnologia. Na economia do conhecimento, estes direitos se transformam em diferenciais competitivos, estimulando o surgimento constante de novas identidades e soluções técnicas.”

Se um software é registrado como uma propriedade intelectual, por que é que tem pessoas desenvolvendo ele como se fosse um produto industrial?

Pelo que me parece, tem alguma coisa errada no meio dessa história. Se você gostaria de entender esse contexto, segue os links para leituras:

“Porque Deus não é injusto para ficar esquecido do vosso trabalho e do amor que evidenciastes para com o seu nome, pois servistes e ainda servis aos santos.” Hebreus 6:10

Exceções – Item 65

dontignoremeNão ignore as exceções

Um bloco catch vazio invalida os fundamentos e a finalidade das exceções (checadas e não checadas) que é forçar a manipulação de condições excepcionais. Caso você tenha alguma situação no qual realmente não faça sentido fazer nenhuma implementação coerente em um tratamento de exceção, use uma das abordagens:

  • Comentário de código – nó mínimo escreva um comentário dentro do catch explicando o porquê foi apropriado não fazer nada com aquela condição de exceção.
  • Log – registre os ocorridos em um recurso de log apropriado.

Para todas as informações, veja o post inicial.

“Grande paz têm os que amam a tua lei; para eles não há tropeço. Salmos 119:165

Curso de Android MOB M1 em Londrina-PR – Início 04/07/15

android

Acesse a grade –  Desenvolvimento Mobile Nativo – Android Básico

“Tu, Senhor, guardarás em perfeita paz aquele cujo propósito está firme, porque em ti confia.” Isaías 26:3

Curso de Java JSE M1 em Londrina-PR – Início 04/07/15

jsem1

Conteúdo de Curso JSE M1 – Java Básico

“Mais me regozijo com o caminho dos teus testemunhos do que com todas as riquezas.” Salmos 119:14

Você precisa de ajuda na OCMJEA? Conte comigo…

040748ajudaFaz algum tempo que eu tenho me disponibilizado para ajudar muitos companheiros de profissão a passar na prova OCMJEA. Pessoal me manda email, whatsapp e etc. Ando até corrigindo e revisando essays. Eu me coloco a disposição de qualquer um para a ajudar a ser aprovado, desde que você faça os seguintes passos:

  1. Abre uma thread de discussão na forum GUJ de certificações Java – http://www.guj.com.br/forums/show/11.java
  2. Envie no meu email o link da discussão para que eu possa entrar da thread – fernandofranzini[arroba]gmail.com .

A partir dai, podemos passar o tempo que precisar discutindo tópicos e situações dessa prova. “Tamo Junto aeee…”

“Mas, acima de tudo, revesti-vos da caridade, que é o vínculo da perfeição.” Colossenses 3:14

Revista Oracle Java Magazine – Maio/Junho

Sem título

Interviews with Mark Reinhold and John Rose
The principal engineers behind Java and the JVM discuss their experience with Java during the last 20 years: what’s surprised them, what they like about the language and platform, and what’s coming.

What’s New in Java Persistence API (JPA) 2.1
A host of new features makes previously burdensome tasks a lot easier to do.

Creating Games with Microsoft Kinect
Interacting with Microsoft’s gaming hardware to create a simple paddle game.

Brewing Java with the Raspberry Pi
Program a Raspberry Pi to interact with a scale to measure coffee and control the brewing of a fine cup of Java.

Java EE: Understanding Contexts and Dependency Injection (CDI)
Learn how to use strong typing in dependency injection.

Robots Answer the Call at Aldebaran
How one company uses a Java API to program robots.

Plus an interview with JCP member Geir Magnusson; a look at a company working on deep learning; and the usual list of events, chats with Java champions, and a look at the NYC Java user group (JUG).

And more!

Faça donwload grátis direto no site – Oracle Java Magazine

“Porque o Senhor se agrada do seu povo e de salvação adorna os humildes.” Salmos 149:4

Curso AQT M2 – Introdução a Arquitetura de Software – 06/06/15

IMG-20150613-WA0001

AQT M2 – Introdução a Arquitetura de Software

“Porque o Senhor é o nosso juiz, o Senhor é o nosso legislador, o Senhor é o nosso Rei; ele nos salvará.” Isaías 33:22

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 556 outros seguidores