Últimas notícias do evento

Spring Framework Reference Documentation

Postado em Atualizado em

Falta poucas semanas para o lançamento da versão do spring framework 5, mas já foi liberado o acesso a nova documentação de referencia totalmente refatorado e reorganizada. Ficou fantástico! Vejam  https://docs.spring.io/spring-framework/docs/5.0.0.BUILD-SNAPSHOT/spring-framework-reference/

“O Senhor não demora a fazer o que prometeu, como alguns pensam. Pelo contrário, ele tem paciência com vocês porque não quer que ninguém seja destruído, mas deseja que todos se arrependam dos seus pecados.”2 Pedro 3:9

Aplicaticos SPA com JSF

Postado em Atualizado em

Um aplicativo de página única em inglês “single-page application”, ou SPA  é uma aplicação web ou site que consiste de uma única página web com o objetivo de fornecer uma experiência do usuário similar à de um aplicativo desktop. Em um SPA, todo o código necessário – HTML, JavaScript, e CSS – é obtido com um único carregamento de página, ou os recursos adicionais são carregados dinamicamente e adicionados à página conforme necessário, geralmente em resposta a ações do usuário.

SPA em JSF

JSF sendo um framework server side component base, é possível fazer SPA? Sim. Não se configura 100% da estratégia, mas funcionaria como algo muito parecido, desfrutando dos mesmos benefícios. Vamos ao segredos:

Crie uma página principal SPA que será usado como carga inicial. O segredo para que partes dinâmicas possam ser requisitas e renderizadas no DOM é usar o componente <ui:include> amarrado com uma propriedade String que contera o endereço e nome do pedaço a ser dinamicamente processado.

Crie suas páginas JSF segmentadas com a porção de seus componentes web a ser dinamicamente carregados na pagina principal, sem a navegação completa de uma página HTTP:

Faça seu managed bean trocar o endereço das porções de páginas na propriedade String conforme o usuário vai interagindo na solução, usando chamadas Ajax:

E assim, a cada iteração ajax, o managed bean troca o endereço das porções de páginas que é dinamicamente processado e alterado no DOM, usando todas as facilidades e charme que só o JSF pode oferecer.

Git

Esse projeto JSF usando paradigma SPA com primefaces 6 esta disponível no meu git.

“Confio em Deus e o louvo pelo que ele tem prometido; confio nele e não terei medo de nada. O que podem me fazer simples seres humanos?” Salmos 56:4

Feedback Livro: TypeScript Tutorial Point

Postado em Atualizado em

Semana passada terminei de ler o livro TypeScript Tutorial PointES6 da tutorialpoint e gostaria de dar meu feedback: PDF muito bom, direto, sem enrolação, ensina o que precisa ser ensinado, muito legal! Recomendo a leitura sim, para aqueles que já sabe o básico de JS e ES5. Boa leitura a todos 🙂 !

“Jesus disse: — Não fiquem aflitos. Creiam em Deus e creiam também em mim.” João 14:1

Mico Java 1

Postado em Atualizado em

Salve save galera, começaremos hoje nossa séria de micos com java, coisas que são permitidas de serem feitas no idioma da linguagem, mas que são sem sentido ou que fura uma boa prática ou pattern de uso geral. Hoje falaremos da síndrome do nome da classe. Eu não sei o motivo, mas peguei por ai muitos programadores repetindo o nome da classe em cada um de seus atributos. Veja um exemplo:

Não existe motivo e nenhum sentido para se fazer tal coisa. Nós já usamos o acesso aos atributos e métodos a partir do próprio objeto. Ou seja, no idioma OOP, o próprio nome do objeto e seu tipo faz parte da nomeação da sintaxe do idioma OOP. Veja um exemplo: cliente.nome = “Fer”; ou cliente.validar();

Lembrando que a linguagem java padrão é estaticamente compilado e tipado, validando assim qualquer sintaxe errada. Outra coisa, isso deixa o código verboso, grande e chato. Cada atributo tem que ser o nome exato referente a característica do que a classe vai possuir. Segue como seria uma forma melhor:

Até a próxima!

Para todas as informações, veja o post inicial dessa série.

“Mas os que vivem de acordo com a verdade procuram a luz, a fim de que possa ser visto claramente que as suas ações são feitas de acordo com a vontade de Deus.” João 3:21

Poster Spring Framework

Postado em Atualizado em

A Spring é um dos frameworks mais populares para simplificar o desenvolvimento de soluções Java. Ele ajuda os desenvolvedores a criar aplicativos confiáveis e fáceis de manter, reduzindo significativamente o tempo de mercado para projetos complexos. Seus módulos escondem a complexidade de várias tecnologias enterprise, especificações e produtos proprietários, fornecendo uma interface unificada baseada em modelo. O poster abaixo mostra os principais componentes da estrutura e ilustra visualmente como usá-los com amostras de código e diagramas UML simples.

O poster aborda a estrutura geral da estrutura e os módulos amplamente utilizados. Baixe, imprima 24 x 36 e coloca ai na sua parede! Bom final de semana a todos!

“O ladrão só vem para roubar, matar e destruir; mas eu vim para que as ovelhas tenham vida, a vida completa.” João 10:10

Abstract Factory – Source Making

Postado em Atualizado em

Intenção

Fornecer uma interface para criar famílias de objetos relacionados ou dependentes sem especificar suas classes concretas. Uma hierarquia que encapsula: muitas possíveis “plataformas” e a construção de um conjunto de “produtos”. O operador new é considerado prejudicial.

Problema

Se um aplicativo deve ser portável, ele precisa encapsular as dependências da plataforma. Estas “plataformas” podem incluir: sistema de janelas, sistema operacional, banco de dados, etc. Muitas vezes, esse encapsulamento não é projetado com antecedência e muitas afirmações de caso #if #else com opções para todas as plataformas atualmente suportadas começam a se espalhar em todo o código. Veja documentação completa.

Para todas as informações, veja o post inicial.

“Como são felizes os filhos de um pai honesto e direito!” Provérbios 20:7